Pular para o conteúdo principal

Diário de gravidez: Primeiro trimestre


Semana passada chegamos ao fim do primeiro trimestre. Que alegria!!! Nesses três primeiros meses, dois deles sem a menor ideia de que já estávamos nessa contagem, revi minha alimentação e aposentei algumas peças de roupa. A rotina mudou: preciso de mais horas de sono, me canso mais fácil, e em toda minha vida nunca vomitei tanto quanto nas últimas semanas. Mudanças que a #sementinha (como chamamos)  trouxe pra mim.

Roupas:
Aposentei: shortinhos, macaquinhos, saias e tudo que me deixava de pernas de fora.
Adotei: Leggings, camisas de manga comprida, jaquetas, casaquinhos e vestidos longos, que eu não costumava usar (para os dias mais quentes).

Farmácia:
Por recomendação médica, estou tomando um remédio para enjôos (Meclin) há mais de um mês. Comecei com três doses de 50mg por dia, 15 minutos antes de cada refeição. A dosagem era alta porque eu cheguei a ficar uma semana sem segurar nada. (Nem água de coco). Depois fui diminuindo a dosagem para dois por dia, e agora tomo somente um de 25mg antes do almoço. Os vômitos têm diminuído consideravelmente, mas ainda não acabaram totalmente.

Estou tomando também o ácido fólico 5mg por dia, geralmente antes do almoço. (Quase sempre eu esqueço o horário de tomar #fail). O ácido fólico nada mais é que uma vitamina do complexo B, que ajuda na formação do bebê. Minha obstetra me disse que o ideal é que a gestante comece a tomar pelo menos três meses antes de engravidar. Como minha #sementinha apareceu repentinamente, a orientação é que eu tome até o fim das 40 semanas.

Repelente:
Assim que eu descobri minha gravidez, compramos um repelente. As farmácias perguntam sobre a indicação do médico, e como eu ainda não tinha me consultado comprei o único que tinha entre os mais vendidos, o Repelex. A indicação da obstetra é que eu use o OFF Kids, da linha Johnson, ou o Exposis, mas na falta dos dois das prateleiras, continuo com o Repelex. 

Na antiga fórmula, o fabricante recomendava a reaplicação a cada quatro horas. Na nova embalagem, ele recomenda a cada três, e a médica recomendou a cada duas. Mesmo continuando com essa marca, mudei do Active para o Family Care com óleo de Citronela. O antigo tinha um cheiro super enjoado e esse novo tem um cheirinho de chá. Não chega a ser um perfume, mas é mais agradável que o antigo.

Ultrassom:
Sem dúvidas, essa é a parte mais legal de todas. Eu já tinha passado por uma ultra abdominal, que foi quando descobri a gravidez. Ouvi o coraçãozinho e tudo mais. Mas com a aproximação da 11ª semana, a médica pediu a TN (Translucência Nucal), que é uma US para detectar se o bebê terá alguma anomalia cromossômica, cardíaca ou alguma má formação. Fazer a TN foi mágico. Antes de ficar grávida eu achava que só ia conseguir ver um borrão na ultrassom. Só que a gente vê tudinho. #Sementinha se mexeu pra caramba durante a nossa consulta e foi super divertido. Saímos da clínica maravilhados. A grande expectativa agora, é para a próxima US onde provavelmente já vamos descobrir o sexo de sementinha.

Tamanho:
Até a TN nosso bebê tinha 5cm da cabeça até o bumbum, e aproximadamente mais 2cm de perna. ♥

Alimentação/Desejos/Sentindo falta:
Sempre gostei de frutas (com exceção de mamão e jaca, como de quase tudo). Agora estou aproveitando essa fase pra comer um monte de frutas que há tempos eu não comia: seriguela e jabuticaba bateram o recorde comigo, mas ainda estou com saudades de umbu.

Eu também não tenho problemas com verduras e legumes, só que lá em casa fazemos o básico: batatas gratinadas. Em compensação, no último mês tenho comido e muito, couve refogada no azeite. Obra de minha mãe, que não me deixa sem um bom almoço quando decido que não vou cozinhar. Também estou tomando, com mais frequência, sopas. De vários sabores. Às vezes saio do trabalho enlouquecida atrás de uma simples sopa de carne, enquanto o maridinho se joga num X-bacon.

Fora isso, o tempo todo estou comendo/ou com vontade de. Minhas vontades de comer alguma coisa dependem muito de dia/horário e se alguém está comendo algo por perto. Dia desses, do nada, tive uma mega vontade de comer sardinha. Crua. Abri uma lata e comi de lamber os dedos. Outro dia, alguém falou em seriguela e prontamente ativou minhas anteninhas da vontade. Peixe frito, coxinha e sorvete de frutas também já apareceram no cardápio, mas de maneiras pontuais.

Assim que descobri que estava grávida, pedi pro meu marido meu temaki preferido: salmão cru + cebolinha + cream cheese. Me esbaldei toda, até ser orientada que não é recomendável para grávidas pratos crus ou mal passados. Fiz exames de sangue depois, e estava tudo ok, mas essa informação me deixou numa bad, que vocês não têm ideia. (Eu AMO comida japonesa. E pior: minha preferência é pelos crus). Fomos depois a um restaurante japonês e fiquei naquela deprê de comer os fritos ou flambados, sabendo que não são a mesma coisa. #chateada

Humor: 
Confesso que ultimamente estou INSUPORTÁVEL, em caps lock. Muita coisa me irrita com muito mais facilidade do que antes. Não sei se é comum, mas não posso deixar de registrar. De vez em quando também choro por besteira. Um dia desses, eu estava lavando a louça e um potinho de plástico caiu no chão. Eu chorei HORRORES, vocês têm noção?

Estou um pouco menos disposta que antes, mas acho que é comum.

Zika:
Quando eu descobri que estava grávida, fiquei super assustada. Passei pelo menos duas semanas na paranoia. Lá em casa nunca foi de ter mosquitos, ou pelo menos nunca percebemos. (Geralmente se percebe né?) Pois nas primeiras semanas, acho que entre a 7 e a 9ª, eu acordava no meio da noite imaginando que havia uma nuvem de mosquitos em cima de mim. O susto era tão grande, que eu suava de medo. Passei um tempo muito assombrada, e então decidi: vou me cuidar, vou me proteger, mas não vou cair na pilha.

Imaginem. Faltavam sete meses para essa jornada terminar. Imaginem sete meses de pavor? Não dá né? Eu decidi ficar de boa em relação a isso. Não fugir da vida real, e encarar tudo que está acontecendo de forma tranquila. Estamos no meio de algo terrivelmente desconhecido? Sim. Mas não vamos cair na neura. Vamos viver essa gravidez da forma mais protegida, mais confortável e mais tranquila possível. Quero aproveitar cada momento, cada nova descoberta e cada novo desafio de um jeito leve.

Acho que falei demais, por hoje. Afinal, já se foram três meses da nossa jornada mágica. Espero descobrir muito mais coisas lindas e felizes, e viver muitas outras emoções pra correr e contar tudo aqui nos diários.

Beijos nossos.

Comentários

  1. Amei saber um pouquinho mais dessa sua loucura toda Re.
    Aqui os enjôos também melhoraram consideravelmente, mas tem dias que nem o Meclin ajuda.
    E até agora o único desejo que rolou foi de comer as coxinhas de uma moça aqui perto de casa e que ficou fechada por duas semanas, mas quando abriu comi logo seis, resultado passei mal é claro, mas matei a vontade.
    As frutas também tem se tornado meu estoque de doces.
    Amei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que lindo que os enjôos estão diminuindo por ai também Cami. Nossa! Tem dia que é punk!!!! Bicha sem vergonha. Seis coxinhas? Kkkkkkkkk comi uma, um dia desses porque tava com vontade também. Mas foi só uma, um bolinho de queijo e um pastelzinho de forno kkkkk. Fruta é vida. Comendo horrores!!! Quando sai teu diário hein? Beijoca ❤

      Excluir
  2. Falou da sopa mas não disse quantos pratos foram hahahaha! Deus sabe o que faz, te deu a sementinha para ajudar no seu amadurecimento e fortalecer a sua relação como casal. Faltam 6 meses agora? Num instante vai passar 🌼

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkk essa sopa que você está me "cabuetando" foi na 13a. Kkkkkkkkkkk só um pequeno detalhe né Geo? Faltam seis meses sim! Ansiosérrima pelas próximas fases! ❤❤❤

      Excluir
  3. Juro que tava esperando um post sobre essa sua nova fase! Amo ler diário de gravidez, apesar de não querer ser mãe um dia, mas acho tão lindo! Adoro saber tudo e já tô ansiosa pelo 2° diário, viu? Mulherr, eu ri quando falasse que chorou quando o pote de plástico caiu. Rê o repelente da johnson tem um cheirinho muito agradável, minha amiga encontrou no Extra dele. Depois vai lá ver se tem ainda foi o melhor cheiro de repelente que já senti.
    Beijos e muita saúde pra vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que linda Karol. Tu acredita que eu nunca nem me interessei pelo assunto? Mas nada como estar no assunto para se interessar por ele. Ai cara... Tem dias que o choro é mesmo livre. Depois eu msma fico com vergonha de mim, haha. OMG OMG vou procurar por lá pq ainda não achei em nenhuma farmácia nem no Hiper. Obrigadinha pelo toque!!!

      Excluir
  4. Onnw Rê, adorei saber um pouquinho mais da sua #sementinha fora as fotos!
    Fiquei imaginando um pequeno ser de 7 cm, dá até uma alegria no coração né?! Ah, e seus desejos estão no básico hahaha, minha mãe falou que sentiu vontade de comer pão de forma integral com katchup O.o. Ah, e chorar por um potinho Rê? Imagine quando você vir a sementinha, vai chorar como ela! Não sei porque, mas só consigo imaginar que é uma menina, com olhos vivos, boca pequena e abraço quentinho <3 Vai que né?! hahaha

    Faz tempos que eu queria te mostrar uma música, mas nunca lembrava, e agora lembrei. Escuta - 9 Meses (Oração do Bebê) - Bárbara Dias. Fiquei ENCANTADA por essa música, e olhe que nem tô gravida, ah e se chorar com ela, é normal! haha

    Acho que também falei demais... kkk

    Beijoooo :*
    http://diariofemininno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você viu menina? Vai ser muita emoção daqui pra frente. Com os tais desejos eu não dou muito trabalho. Minha mãe disse que quando tava grávida de mim, ela passou numa construção e viu um amontoado de terra (TERRA) que deu agua na boca nela, tu acredita? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

      Ah que música linda, Layla! Tive que ouvir antes de vir aqui te responder. Linda demais. É até justificável que a gente fique assim tão melosa. Muito amor! ❤❤❤

      Obrigada pelo carinho. Sementinha logo trará novidades hahaha. Beijo

      Excluir
    2. Ansiosa pra acompanhar as novas fases hein, tô na torcida aqui!! Avisa quando souber o sexo :3

      Como assim? TERRA? O.o Seus desejos estão ótimos então hahaha.

      Muitaaaa saúde e amor pra sementinha, que ela(ele) venha logo pra matar a ansiedade da mamãe! ❤

      Excluir
  5. Aaaaaai que amor! Adorei ler o seu primeiro diário de gravidez e tô ansiosa pelos próximos... E o nome de sementinha achei muito fofo kkkkkkkkk que seja a melhor experiência da sua vida. ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shirley, que linda!!!! Se você está, imagine eu hahaha. Estou a mil. Obrigada pelo carinho. Vai ser mágico! ❤

      Excluir
  6. Adorei o texto!!! Gosto muito de ler sobre essas experiências da gravidez, me imagino em todas. #aloka
    Esperando os próximos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK mentira né? Não sabia desse seu lado maternal Patyy. Que bom então. Assim você já vai estar bem preparada quando esse momento acontecer pra você. Obrigada por vir aqui ♥

      Excluir
  7. Rê, eu sei que sumi de novo e provavelmente sumirei novamente, mas eu não resisto a um DIÁRIO DE GRAVIDEZ. Meu Deusssssssssss! Melhor assunto pra mim! <33
    Tenho uma amiga grávida e três primas, fico conversando com elas e elas: mas como cê sabe disso tudo? O desejo é tanto que se deixar, passo o dia acompanhando babies e barrigudinhas por aí.
    Que Deus abençoe muito vocês nos próximos meses, e cubra você e sementinha de saúde (papai também, porque tem que cuidar da mamãe).
    Muita alegria e luz pra você! Tô amando ver azamiga gravidinha e mais ainda ler sobre. <3

    ResponderExcluir
  8. Rê, a única coisa que consegui pensar ao terminar de ler foi: como faz pra abraçar essa pessoa?
    Que jeito tão leve e verdadeiro de contar sua jornada com a sementinha nesses 3 meses que são tão novos.
    E eu fico imaginando quando será comigo. Sou louquinha pra ser mãe (e o boy pra ser pai), tanto que já temos nomes pra menino e pra menina.
    Que sejam meses liiiiiiiindos, e que a chegada da sementinha pra vida de vocês só traga coisas lindas.

    Beijão :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow Magda! Foi uma grande surpresa pra mim. E acho que eu não poderia deixar de compartilhar isso aqui. Já temos nome pra menina também, desde que namoramos, mas pra menino ainda não conseguimos chegar em nenhum consenso. (Foram tantos times, tantas histórias de heróis, mas ainda não conseguimos nos encaixar pra definir o nome de um menino, mesmo sabendo que há chances né?)

      Cada descoberta é saborosa. E espero que quando acontecer com você seja tão mágico, quanto está sendo com a gente ♥

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

20 semanas: chegamos na metade

Finalmente chegamos na metade da gestação. E quando penso nisso, vejo um reloginho me lembrando que logo logo seremos três em casa. Que logo logo, fraldas, lencinhos e chupetas vão se tornar acessórios obrigatórios na minha bolsa. Que logo logo, o cantinho que eu havia programado para ser meu escritório vai dar lugar a um lindo quarto de bebê. Que daqui a algum tempo, eu vou tropeçar em brinquedos. Que haverá mais um homem em casa. 
Tudo parece assustador e delicioso ao mesmo tempo. Tenho vontade de chorar e de rir. E em algumas ocasiões, não sei como diferenciar uma coisa de outra.
Esta semana eu passei dos limites nas comilanças. Comecei esticando de um chá de fraldas (de um amiguinho do Joaquim) para um aniversário. Nunca comi tanta bobagem e tomei tanto refrigerante de uma vez na vida. E na volta pra casa, a cada semáforo fechado, minha consciência ficava tão pesada quanto a minha barriga. #envergonhada
Minha mãe começou a fazer cueirinhos, toalhinhas de fralda e paninhos de chup…

O dia em que eu descobri o que houve com a gente

19 de março de 2018, o dia em que eu descobri o que houve com a gente.

Sou uma menina relativamente jovem, 25 anos mais pra lá do que pra cá. Digo relativamente, porque juventude é algo relativo (e não necessariamente tem a ver com a idade, aliás). Mas para o assunto que me permito escrever hoje, idade tem tudo a ver. É biológico para mulheres que pensam em ter filhos olhar sua própria idade de forma diferente. Eu nunca planejei filhos, na verdade. Quem me conhece sabe que nunca levei esse assunto assim a sério, como algo que eu precisasse pensar e planejar ou que fosse uma grande vontade. Nunca tive. Até acontecer.
É uma sensação parecida com estar apaixonado. Você não sabe que pode viver algo muito bom (vamos pensar no lado bom, apenas), até se apaixonar. A mesma descoberta eu tive quando descobri que estava grávida em dezembro de 2015. Não foi algo planejado. Aliás, conheço pouca gente que teve a sorte de planejar e ter o destino assim aos seus pés atendendo a esse "cronogra…

CK IN2U for Her: Básico, mas instigante

O CK IN2U for Her é amor à primeira vista, mas se for Eau de Toilett será um amor fugidio, com pouca fixação. Já o Eau de Parfum gruda nas roupas e na memória olfativa, prolongando uma sensação que é o maior diferencial deste perfume oriental floral: deixar a mulher cheirosa toda hora. Embora muita gente sinta cítrico, limão, baunilha, minha primeira impressão era de estar diante de patchouli, mas a nota é particular apenas ao perfume masculino.  De modo geral, ele pode ser classificado como um básico com personalidade e irradia alto astral, daqueles que cheiram a riqueza despojada, aquele tipo que não ostenta porque se define por ser e por si. Versátil, ele apresenta notas de fundo rico de baunilha e âmbar que associadas às notas de cabeça cítricas de toranja rosa efervescente, bergamota e folhas de groselha e as de coração, que são orquídea e cactus, proporcionam uma sensação de frescor que dura todo o dia – dependendo da evolução na pele de cada pessoa. A fragrância foi lançada pela …