Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

Mude o trajeto

Reprodução: Pinterest
Há um tempinho, li um texto incrível da talentosíssima Fernanda Probst, e por esses dias me peguei refletindo um bocado sobre ele. O texto fala sobre  escolher dar um passo que parece duvidoso, mas que, apesar de arriscado, é o que nosso coração quer. Mudar o percurso. Pegar a contramão. Trocar o trajeto. A gente tem a mania de querer estar seguro. Sempre. E que mal há nisso, afinal? Um coração cansado às vezes só quer terra firme para se ancorar. O problema é que estar seguro nem sempre é estar feliz.
Nunca tive um espírito muito aventureiro. Quem me conhece, sabe: Sou do tipo que gosta de calmaria. E para os tipos como eu, matar a saudade é sempre dormir na própria cama, vestindo o pijama de sempre e, se possível, aquele cobertor que já tem o desenho do nosso corpo. Gosto de terra firme. Nasci meio presa ao chão, e por ser meio assim, qualquer desvio na rotina já é um tremor de terra. As escalas é que mudam.

Sempre fui muito metódica. O tipo de pessoa que pensa…

Tempos de vestibular

Esses dias, vi um colega jornalista falando no Facebook que hoje em dia o pessoal já não faz mais tanta festa quando vê a aprovação no vestibular (nesse caso, Sisu) como antigamente. E tem seu fundo de verdade! Eu entrei na faculdade em 2011, pra Jornalismo, e lembro que alguém me ligou dizendo que tinha ouvido meu nome no rádio. Acho que aquele foi o último ano que a lista foi divulgada no rádio - até porque hoje não existe mais lista. Minutos depois eu corri pra casa do meu, na época, namorado e fomos acessar a lista. E lá estava eu, a sexta colocada em Jornalismo. Fiquei tão feliz da vida, que fui logo providenciar uma caixinha de band-aids divertidos pra todo mundo saber, só de olhar pra mim.
Foi festa! Meus amigos ganhavam churrasco, choravam na hora de raspar a cabeça. Era uma coisa de outro mundo. Até um tempo atrás, a aprovação era motivo de muita, muita animação. Pra quem foi vestibulando muito tempo antes que eu, num tempo onde a internet não era tão acessível assim, tinha …

Fotolog: Um fim sem despedidas

Se você, assim como eu, teve parte de sua adolescência registrada no Fotolog, já deve saber que suas lembranças podem não estar mais salvas no site da rede social. Eu soube no dia 8 de janeiro, através de uma matéria da Folha, que o Fotolog saiu do ar e apagou todas as fotos dos usuários. Li a matéria com o coração todo quebrado, mas ainda fui atrás de abrir minha página na esperança de não ser verdade. Só que era.
Fiz o Fotolog, acho que em 2005, depois que cansei de um outro similar chamado VibeFlog. No Fotolog eu era renata_fabricio1. Foi bem no auge da coisa. Todo mundo que eu conhecia estava no Fotolog. As pessoas de quem eu era fã, estavam no Fotolog. A Capricho tinha uma conta no Fotolog. Lembro da Marimoon, ainda de cabelos vermelhos, bombando na rede social. Era um tempo feliz.
Em comparação ao Instagram, o Fotolog fazia o coração acelerar bem mais. Isso porque haviam restrições para as contas populares, como por exemplo limite de fotos a serem carregadas por dia, comentário…

CK IN2U for Her: Básico, mas instigante

O CK IN2U for Her é amor à primeira vista, mas se for Eau de Toilett será um amor fugidio, com pouca fixação. Já o Eau de Parfum gruda nas roupas e na memória olfativa, prolongando uma sensação que é o maior diferencial deste perfume oriental floral: deixar a mulher cheirosa toda hora. Embora muita gente sinta cítrico, limão, baunilha, minha primeira impressão era de estar diante de patchouli, mas a nota é particular apenas ao perfume masculino.  De modo geral, ele pode ser classificado como um básico com personalidade e irradia alto astral, daqueles que cheiram a riqueza despojada, aquele tipo que não ostenta porque se define por ser e por si. Versátil, ele apresenta notas de fundo rico de baunilha e âmbar que associadas às notas de cabeça cítricas de toranja rosa efervescente, bergamota e folhas de groselha e as de coração, que são orquídea e cactus, proporcionam uma sensação de frescor que dura todo o dia – dependendo da evolução na pele de cada pessoa. A fragrância foi lançada pela …

Os últimos filmes que vi

Depois de um sumiço sem avisos, voltei para o blog. Coitado, tão abandonado! Mas 2016 promete ser um ano cheio de assuntos pra mim. Por consequência, o bloguinho ficará mais atualizado e muita surpresa vai ser compartilhada por aqui. Mas hoje é terça-feira e o babado é sobre filmes.

De tempos em tempos eu me jogo numa maratona de qualquer coisa. Dediquei uma semana dessas só pra assistir filmes, coisa que eu não fazia há um bom tempo - ocupada com séries. Eu já tinha uma lista mental. Títulos bem conhecidos, aliás, que eu nunca tinha parado pra ver. A maioria deles, vi pelo Netflix, mas nem tudo que eu queria ver estava disponível por lá, então me joguei no youtube e em DVD's. Sim! Há quanto tempo eu não via um filme em DVD? Vamos à lista!
1. Frida (2002) - É um filme biográfico sobre a pintora mexicana Frida Kahlo, interpretada por Salma Hayek. Quem nunca ouviu falar? O filme aborda as controvérsias comportamentais e políticas de Frida e suas relações com o marido, o também pinto…

Sementinha

Foto: Tumblr
2015 definitivamente foi um ano bem cheio pra mim. Comecei planejando o meu casamento, que aconteceu em maio, e terminei planejando um chá de bebê. Sim! #RenataMoms Depois que tocaram o Jingle Bell descobri a minha gravidez. Agora somos Eu Renata e mais uma sementinha de 9 semanas que está fazendo uma participação bem especial por aqui. 
No início de dezembro os preparativos para a apresentação do meu TCC haviam sido o motivo do sumiço do blog, mas logo em seguida, tive uma super semana de enjoos e começamos uma peregrinação diária em hospitais em busca da "causa". Não sei quantas furadas levei nos braços, entre soros, dramins e vitaminas. Foram quatro médicos e dois remédios para gastrite, que nunca funcionaram, até o ultrassom confirmar: tem mais um coração batendo em mim.
Terminei o ano replanejando 2016. A primeira viagem ao exterior e um escritório no meu quarto de solteiro lá de casa terão seus investimentos redirecionados. Um quartinho de bebê, que ainda …