Pular para o conteúdo principal

Use a #hashtag que quiser


Alguém já deve ter dito por aí, e começo a achar que é verdade: A internet dá voz a idiotas! Desde que o mundo é mundo, a praga dos hatters existe, mas depois que estamos todos conectados, esse distúrbio non sense parece que se multiplicou. Nós sabemos de histórias de leitores odiosos e enfurecidos que, por alguns momentos, conseguiram tirar a paz de alguns blogueiros. Não vale relembrar.

Até a coisa estar no nível de "leitores raivosos", tudo fica mais ou menos dentro do aceitável. Mas e quando o hatter é um blogueiro ou um grupo deles? No último final de semana, uma colega foi ~convidada~ a retirar uma hashtag que utilizou em uma foto do instagram. O motivo? Pasmem! A hashtag seria exclusiva de um grupo de blogueiros.

Oi? Onde compra direito de uso de uma hashtag? Quero tutorial! #AjudaLuciano

A coisa poderia ficar só na vergonha alheia. A nossa claro, mas aí esqueceram qualquer tipo de cortesia, enterraram a etiqueta social e desceram ao subsolo. Ontem eu soube que outras meninas foram xingadas de "analfabetas funcionais" por terem utilizado a tal da hashtag, e ainda tiveram a atividade de blogger questionadas porque teriam poucos seguidores. (Já falei do cretino fundamental de Nelson Rodrigues? Já né?)

Como diz Jessier Quirino, nesse mundo tem gente pra tudo, e ainda sobra um pra tocar gaita. 

Gente. Acho que não é assim que se faz, sabe? Claro que os números são legais, nos deixam felizes, mas eles só estão acima das pessoas, quando a gente não tem conteúdo pra mostrar. Segunda-feira terminamos o projeto do #Beda junto com vários blogueiros do Rotaroots, da Liga Blogosfera, CDB e outras comunidades participantes. Essa turma da hashtag nem deve saber o que é isso. Eles estão ocupados demais pedindo direito de uso de uma combinação de palavras na internet. Mas foi tão bom conhecer tanta gente linda, de conteúdo bacana e humilde na blogosfera, que repenso a coisa dos hatters, e sim: a internet tem jeito!

Existe uma turma que faz a diferença, contribui para tornar leitores cada vez mais educados e conscientes, se ajuda e traz amor para um ambiente onde ainda existe um pouco de ódio. Se você está lendo esse post por acaso, ou não, por favor, não seja o cara da hashtag. Seja amável com as pessoas, não incite o ódio e seja solidário com seus colegas. Se tiver bons números, agradeça sempre a quem te ajudou a chegar lá e se preocupe em ser referência de gentileza pra quem te segue. 

Ter 20 mil seguidores no instagram não faz de você uma pessoa de bom caráter. Infelizmente para essa gente, nascer de novo não resolve o problema, mas vamos tentando domesticar com carinho!

Esse é meu bom dia de hoje. Boa quarta-feira gente do bem, e #useahashtagquequiser!

Encontre o blog 

Comentários

  1. É sério isso?
    Lamentável que precise ter um post como esse, para lembrar que nossa liberdade acaba quando a do coleguinha começa.
    Acredito que o problema nem está só na internet, porque o individuo que perde seu tempo para incitar o ódio gratuito no cotidiano não deve ser boa gente também.
    E adorei isso #useahashtagquequiser.
    O bom é saber que existe pessoas lindas assim como você espalhadas na blogosfera. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É seríssimo Cami. Pois é. Não é só a internet. É falha de caráter também! Muito bem dito.<3

      Excluir
  2. Ter 20 mil seguidores no instagram não faz de você uma pessoa de bom caráter. PAAAALMAAAAS

    ResponderExcluir
  3. Como dizem por aí Lacrou!! Que possamos sempre usar a nossa voz, seja para um ou 1 milhão de pessoas para espalhar o bem, bons sentimentos e ensinamentos. Quem sabe assim nossos filhos e netos poderão viver num mundo melhor, com mais respeito e amo. #useahastagquequiser bjos

    ResponderExcluir
  4. Amei o texto!
    É cada coisa que a gente vê no dia a dia... coisas que não dá pra acreditar!
    Parabéns por ter coragem de falar!

    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô xará! Infelizmente tem dessas coisas né? Mas tamo aqui pra adestrar hahaha. Super beijo :*

      Excluir
  5. Que absurdo a sua colega ter sido “convidada” a retirar a hashtag, compraram os direitos por acaso? Eu hein D: As pessoas esquecem de ter respeito ao próximo, não é possível :/ Onde está a liberdade das pessoas de usarem o que elas querem e quando quiserem? Lamentável... Beijoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como tudo tem um lado podre, parece que encontramos um também Van :~~ Lamentável mesmo!

      Excluir
  6. Amei o texto! Estamos no mesmo grupo do face e eu vi isso também, achei um tipo OI? COMO ASSIM? kkkk
    Você escreveu tudo o que eu estava pensando também, adorei seu post e sua coragem de escrever o que realmente pensa!
    Beijos !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Natalia! Alguém precisava falar né? Acho que tava meio entalado na gente isso!

      Excluir
  7. Ohhh Rê, que texto lindo!
    Fica até difícil dizer alguma coisa, se você já disse tudo!!!
    E sim, é lamentável que a gente tenha que passar por situações do tipo, mas a vida é assim e os seres humanos volta e meia ainda nos surpreendem. Mas é legal saber que não precisamos ser iguais, e que nesse pensamento não estamos sozinhos.

    Beijosssssssssssssssssss.. e parabéns!!!
    PS. Sempre veio aqui e não comento. =x sorry! Comentarei mais, promessa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Juh, que honra, que grandeza. Sou sem palavras pra você. Te acho uma menina super forte, pelo que li até agora, não estamos sozinhas. Muita gente do bem está por aqui com a gente. Sobre o caráter ruim dos outros não temos como fazer muita coisa, então vamos conscientizando que anda com a gente e Deus dá conta do resto.

      <3 <3 Coisa mais linda!

      Excluir
  8. Só eu achei o texto fantástico? Acho que não né? Muitas pessoas esqueceram o significado de simplicidade e respeito, e o pior de tudo é que posso dizer quem eu SIMPLESMENTE NÃO CONHEÇO NENHUM KKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow que amor!!!!! Muitas pessoas esqueceram mesmo, mas tamo aqui pra lembrar hahaha. (Cá entre nós: eu também não. Apenas morta hahaha)

      Excluir
  9. Clap Clap Clap!!! Muitoo bom o teu texto!!! É incrível como as pessoas estão egoístas e desrespeitosas!!!
    Queria muito entrar no Rotaroots, mas não me aceitaram ainda! Todos os blogs que vejo que participam do rotaroots têm excelentes conteúdos!! :)
    Um beijo e sucesso pra ti! Virei sempre aqui! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só pra corrigir, pq fui olhar agora e me aceitaraaam, mas não recebi a notificação! hehehehe
      \o/

      Excluir
    2. Obrigada Rafinha! Verdade :( Mas vamos rezar né? Êeeeeeee, se liga nas notificações bichaaaaaaa :DDD

      Excluir
  10. É sério isso, amiga? Mentira que pediram para ela tirar a tag? GEEENTE! Esse mundo está de cabeça para baixo. Arrasou! Lacrou e pisou de salto fino nessa nova geração de bloggers! O respeito acabou depois que descobriram que podiam ganhar dinheiro com a internet. Um mundo podia ter mais gente como você!

    @vintezanos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É triste ter que confirmar, mas é seríssimo. "O respeito acabou depois que descobriram que podiam ganhar dinheiro com a internet". Pq tem gente que não sabe lidar né? :(((

      Excluir
  11. Genteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee que absurdo isso hHAHHAHA, agora tem que pagar pra usar hashtag, só se for.

    Beijooos, Love is Colorful & Sorteio Lentes para Celular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Barbs... Ainda temos que conviver com essas peças né? Quem aguenta?

      Excluir
  12. É cada coisa que a gente vê na internet que, às vezes, fico meio doida. HAHAHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina minha cara para este fato, para esta hashtag e para os envolvidos... ¬¬

      Excluir
  13. Ê mundão que dá vergonha alheia mesmo. Ai mulher, sério isso? Pra quê, hein?
    Pra mim o blog sempre foi o lugar onde eu posso colocar minhas letrinhas que inquietavam e inquietam meu coração, minha cabeça. Os números chegam e deixam a gente feliz, mas eu sempre me encanto com comentários doces e que entendem do que andei escrevendo, e pode ser só um, ou dez, não importa.
    Agora, pelamor, não poder usar uma bexiga de uma hashtag, ah vá catar coquinho!

    Mas concordo com você: "vamos tentando domesticar com carinho", porque é preciso acreditar sempre que TEM JEITO.


    Beijo em tu :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ~vergonha~alheia~

      Tem jeito sim Magdinha. Ah você <3 <3 <3 Pq não copiaram esse seu amor e sopraram, no mundo todo?

      Excluir
  14. "Ter 20 mil seguidores no instagram não faz de você uma pessoa de bom caráter. Infelizmente para essa gente, nascer de novo não resolve o problema, mas vamos tentando domesticar com carinho!". É claro que li o texto inteiro, mas eu poderia compartilhar mil vezes essa frase. Realmente, Renata! Eu tenho visto MUITO disso e acabo ficando até desanimada. Foi ótimo você ter exibido isso!
    Sucesso! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não desanima Carol. Isso aqui precisa de gente como a gente. Que não vai destratar ninguém por causa de uma hashtag ou pelo número de followers. Não desiste não viu? <3

      Excluir
  15. Se for a tag que tô pensando e as pessoas que participam da tag se acham mesmo... kkkkkkkkkkk mujer e muitas vezes esses números são comprados, enfim, pra essa gente dou apenas o desprezo e se fosse comigo e mandasse eu tirar a tag eu tirava print da conversa e postava pq sou dessas! Aí que pessoa desnecessária na vida, creedo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK pois acho que estamos falando a mesma língua Karolzitaaaaaaaaaaa hahahaha (Se fosse comigo, tb postava no insta e ainda colocaria na legenda: ME OBRIGUE! Rá)

      Excluir
  16. Deve ser a tag que tô pensando mesmo, kkk agora acrescentaram o "OFICIAL"
    PARECE PIADA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é nadanadanada :~~~~~ Hahahaha Vamos nos divertindo daqui, Karolssss :D

      Excluir
  17. Estou aplaudindo o teu texto!! Parabens. Acho mesmo que pro ruim sempre tem taaaanta gente. Fala serio.. Eu sei que e' meio iluso'orio mas era pra internet nos dar liberade... E viu.. nos prendemos a numeros, seguidores e compartilhamentos. Onde estamos indo? E outra coisa, por favor, me fala qual era essa hashtag? HAHAHAHAH Fiquei incrivelmente curiosa.

    Parabens pelo texto messssmo *-*
    Beijinhos

    http://www.verdadeescrita.com/o-dia-em-que-eu-cansei-de-viver-de-passado/

    ResponderExcluir
  18. Que sucesso esse post, Rê. Fiquei morrendo de aplaudir você de pé e concordo em gênero número e grau com tudo que cê expôs nessas linhas cheias de justiça. Tá certíssima em protestar. Fico indignada com essa gente que não sabe usar as redes.
    mas, como digo: ainda bem que a gente tem a gente. e a nossa força é maior que a força de qualquer hatter.

    PS: qual a hashtag? fiquei querendo pra criar implicância. todos postamos e vualà, a guerra não é só com UMA pessoa, mas com diversas. Aí como é que fica? A hashtag vira 'patrimônio' de quem?
    PPS: sim, sou dessas. bjs.

    ResponderExcluir
  19. Eii Renata!
    Eu acho que sei qual hashtag é essa porque, se for a que eu estou pensando, eu uso porque tô no grupo e tal. Mas sempre tem post falando que tem gente que não é do grupo que ta usando a hashtag. Antes eu reclamava também só que, cara, não tem como evitar isso. Você inventou, okay, mas outras pessoas vão querer usar também. Acho que elas ficam com raiva porque a pessoa nem sabe o que significa e ta usando. Eu não coloco nada que eu não sei o que signifique nas minhas fotos, vai que to falando merda, mas se elas querem colocar eu penso "quem sou eu na fila do pão" KSOAKS
    Beijooos

    Blog: Café Com Babis

    ResponderExcluir
  20. Concordo com a Maria Fernanda: "ainda bem que a gente tem a gente. e a nossa força é maior que a força de qualquer hatter.".
    http://ladomilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas

Não achei um título pra você

Acordei como um papel em branco perdido em milhões de gavetas. Não são gavetas, mas é como se fossem. Estou entre duas cobertas e um lençol de elástico, que se soltou da cama no meio da noite. Deve ser um sinal de que algo está onde não deveria. Um ponto fora da curva. Uma curva fora do ponto. Final, por sinal. E espero que não estejamos falando de nós. 
Sinto que falta algum pedaço de história ser escrito em mim. Em meio a tantas cicatrizes, não reconheço mais todas as marcas de ferida que sobraram aqui. E olha que são muitas!
Ontem à noite você não disse nada. Quase nunca você diz. É como se a vida estivesse gritando uma senha no balcão e a gente estivesse dormindo na sala de espera. Estar: um verbo do tamanho do mundo, que quase não reconheço mais. Presença às vezes significa mais ausência do que o contrário. Queria enrolar seus cabelos enquanto você dorme, mas eu sempre pego no sono primeiro. Será que algum dia vamos, enfim, nos esbarrar na esquina da nossa sala? Quem sabe tomar …

A crise do cometa

Tumblr: My name is Caroline

Ouvi dizer que um cometa de nome bem difícil vai passar pertinho da Terra amanhã. Pertinho é charme, são 21 milhões de quilômetros de distância da Terra, o menor valor de distância já registrado na história. Não sei em que isso muda minha vida, ou a sua (Sou de humanas). O fato é que coisas estão girando o tempo todo. Coisas estão ficando mais perto umas das outras, ou se afastando rapidamente. O lugar onde estamos hoje é consequência de coisas que aconteceram à nós. Segunda lei de Newton, amor: a força aplicada em um corpo tem total relação com a mudança na velocidade sofrida por ele. Tô parecendo até intelectual de exatas falando assim, mas foi um belo googão. ♥
Isso significa algo bem importante: estamos vivos. Piscamos os olhos, coçamos a mão e "me belisca pra eu ver que eu não tô sonhando". Ação e reação. A gente funciona. Não somos passivos. Somos uma massa grande de neurônios, pele, sistemas e coração. Ah, esse danado desse coração. Às vezes…

Ainda cabe você aqui dentro

Foto: Pinterest


Às vezes perco o tempo de vista imaginando como seria ganhar um sorriso seu. Confesso, voltar aqui é arrancar e sentir arder um pedaço de mim que ainda está em carne viva, mas que eu consigo disfarçar bem. Eu sempre achei que soubesse que saudade dói. E sabe... eu subestimei essa mulher. Que pena que não posso me desculpar, tomar um analgésico e fazer todo o resto desaparecer. 
Coisas aconteceram. Coisas deixaram aquele meu músculo preferido em frangalhos. Coisas não param de rebobinar na minha cabeça. Cenas do nosso amor interrompido. Não por vontade minha. Como poderia? Quem dera tudo se resumisse apenas a coisas, e não a pessoas. É mais fácil sofrer por bobagens.
Tempos atrás, muito antes de você, perdi meu moletom preferido. Um vermelho, quase duas vezes maior que eu, com um coração amarelo estampado bem no meio. Achei que fosse o fim da minha vida abrir a gaveta e não saber onde coloquei. Passei semanas remoendo isso dentro de casa. E como é fácil sofrer por beste…