Pular para o conteúdo principal

Tee Mickey + Flare

O Beda tá enlouquecendo mais alguém? Oi? Alguém aí? Haha. Minhas unhas, que eu não roía desde a minha última grande ansiedade, o casamento, já estão todas comidas de novo! [Aplausos] E faltando menos de 10 para o meu aniversário... Mas vida que segue! Quem me conhece sabe que eu amo t-shirt. Mas não é qualquer t-shirt. Se ela for masculina, principalmente as da Riachuelo, já é 80% de chance de sucesso garantido nas minhas gavetas. 

Dia desses resolvi misturar uma tee com estampa do mickey que ♥ (e já usei de morrer), com uma calça flare pra ver o que saía da mistura. Como estava sem saco pra um saltão, coloquei meu sapatinho de casamento. Não saiu um look #ryco e #dyvo, mas guardadas as proporções... dá pro gasto! Hahaha.

Merece uma legenda bem ao estilo blogueira shame, haha



Quarta-feira é aquele dia em cima do muro, af! Então que seja doce para todos.
Beijos, Rê.


12/08

Comentários

  1. Amei essa tee! E a composição ficou bem bacana, gostei muito! Só sapato branco que pra mim não rola, ainda acho que tem cara de médico/noiva hahahaha

    http://www.bilhetedagarrafa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já usei tanto essa coitada dessa Tee, que eu deveria ter vergonha na cara... Hahaha. (Eu tbm acho que sapato branco tem cara de noiva, por isso tô tentando reutilizar esse pobre, já que não vou ser noiva nunca mais :~~ )

      Beijoquitas

      Excluir
  2. Ai que gracinha! Adoro a combinação de camiseta mais despretenciosa com uma parte de baixo mais arrumadona! Ficou linda <3

    ResponderExcluir
  3. Ameeeei!!! Vou procurar camisas na sessão infantil pra mim kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Adooooooooooooro t-shirt, mas confesso que não tenho muitas. Ou quase nenhuma, abafa. É porque eu preciso ficar sempre comprando camisas de botão, por causa do trabalho e tals, daí né? Nunca sobra dinheiro, hahahaha.. Mas eu acho SENSACIONAL looks com t-shirt. Porque fica meio despojado, casual, girlie, sei lá como explicar, hahahaha

    Mana, olha, eu ainda não estou me descabelando com o BEDA em si. Mas, tô zero inspiração pra textos esses tempos, sabe? Tá ralado, rsrsrs...

    Sobre seu comentário lá no meu post do esquenta pra Bienal, me segue no snapchat: mayaquaresma, que com certezaaaaaa vão ter muitos vídeos (se o wifi e a tim deixarem) sobre o evento, hahahaha

    Um beijoooo e boa quarta, gatinha!

    http://sobaluzdalua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eii Renata!
    Não estou participando do BEDA mas consigo até imaginar a loucura de quem está fazendo esse projeto hehe
    Eu também amo camisas masculinas porque são larguinhas e confortáveis, então adorei seu look e a estampa da camisa!
    Beijoos

    Blog: Café Com Babis

    ResponderExcluir
  6. QUE LINDA! Eu amei essa combinação. Adoro esse estilo "meio básica" ♥
    namesmafrequencia.com.br

    ResponderExcluir
  7. eu AMO o Mickey, sério. <33
    E quase não tenho essas camisetas, mas acho mara combinações dessas que você fez!
    Nem me fala em BEDA, amanhã não tem post programado, socorro!

    E que tatoo linda essa sua do aviãozinho de papel. <33

    ótima quarta-feira Rê.

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei!!! Ficou lindo Rê, eu adorei a combinação!
    Também sou do grupo que amaaaaa camisas masculinas! Cara, sempre tem as melhores estampas <3 hahahahahaha. Prefiro mil vezes!

    Eu não tive coragem de encarar o BEDA não hahahahha. Mas ó, pensa que é uma superação diária e que já já acaba! To batendo palmas para vocês que estão fazendo e melhor, conseguir levar certinho! ~palmas~ hahahaha
    Beijos!! ♥

    Clareando Ideias

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Adorei a blusa, também gosto de uma assim, mais folgadinhas e confortáveis.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Aiiiiiin <3 eu adoro blusas nesse estilo, to querendo uma! Mas quero uma de frio com a Minnie! HAHAHAHHAH

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas

Não achei um título pra você

Acordei como um papel em branco perdido em milhões de gavetas. Não são gavetas, mas é como se fossem. Estou entre duas cobertas e um lençol de elástico, que se soltou da cama no meio da noite. Deve ser um sinal de que algo está onde não deveria. Um ponto fora da curva. Uma curva fora do ponto. Final, por sinal. E espero que não estejamos falando de nós. 
Sinto que falta algum pedaço de história ser escrito em mim. Em meio a tantas cicatrizes, não reconheço mais todas as marcas de ferida que sobraram aqui. E olha que são muitas!
Ontem à noite você não disse nada. Quase nunca você diz. É como se a vida estivesse gritando uma senha no balcão e a gente estivesse dormindo na sala de espera. Estar: um verbo do tamanho do mundo, que quase não reconheço mais. Presença às vezes significa mais ausência do que o contrário. Queria enrolar seus cabelos enquanto você dorme, mas eu sempre pego no sono primeiro. Será que algum dia vamos, enfim, nos esbarrar na esquina da nossa sala? Quem sabe tomar …

A crise do cometa

Tumblr: My name is Caroline

Ouvi dizer que um cometa de nome bem difícil vai passar pertinho da Terra amanhã. Pertinho é charme, são 21 milhões de quilômetros de distância da Terra, o menor valor de distância já registrado na história. Não sei em que isso muda minha vida, ou a sua (Sou de humanas). O fato é que coisas estão girando o tempo todo. Coisas estão ficando mais perto umas das outras, ou se afastando rapidamente. O lugar onde estamos hoje é consequência de coisas que aconteceram à nós. Segunda lei de Newton, amor: a força aplicada em um corpo tem total relação com a mudança na velocidade sofrida por ele. Tô parecendo até intelectual de exatas falando assim, mas foi um belo googão. ♥
Isso significa algo bem importante: estamos vivos. Piscamos os olhos, coçamos a mão e "me belisca pra eu ver que eu não tô sonhando". Ação e reação. A gente funciona. Não somos passivos. Somos uma massa grande de neurônios, pele, sistemas e coração. Ah, esse danado desse coração. Às vezes…

Ainda cabe você aqui dentro

Foto: Pinterest


Às vezes perco o tempo de vista imaginando como seria ganhar um sorriso seu. Confesso, voltar aqui é arrancar e sentir arder um pedaço de mim que ainda está em carne viva, mas que eu consigo disfarçar bem. Eu sempre achei que soubesse que saudade dói. E sabe... eu subestimei essa mulher. Que pena que não posso me desculpar, tomar um analgésico e fazer todo o resto desaparecer. 
Coisas aconteceram. Coisas deixaram aquele meu músculo preferido em frangalhos. Coisas não param de rebobinar na minha cabeça. Cenas do nosso amor interrompido. Não por vontade minha. Como poderia? Quem dera tudo se resumisse apenas a coisas, e não a pessoas. É mais fácil sofrer por bobagens.
Tempos atrás, muito antes de você, perdi meu moletom preferido. Um vermelho, quase duas vezes maior que eu, com um coração amarelo estampado bem no meio. Achei que fosse o fim da minha vida abrir a gaveta e não saber onde coloquei. Passei semanas remoendo isso dentro de casa. E como é fácil sofrer por beste…