Pular para o conteúdo principal

Previsão do tempo

Pinterest
Tenho um livro de Martha Medeiros que mais parece um manual bem humorado da vida. É um livro de crônicas, Montanha-Russa, alguém já leu? Tem uma capa azul que não gosto muito, mas como o que está por dentro me desmonta muito mais, relevo esses detalhes. Sempre que vejo ele parado entre os outros livros que tenho, fico paquerando de longe. Outro dia abri logo nas primeiras páginas, e lá estava: O calor e o frio dos outros. 

Dizem que mais importante que a resposta, é a pergunta. E eu amo perguntas, mas hoje quem responde sou eu. Uma pergunta de Martha Medeiros pra mim. (Vai com calma, Renata!) Talvez ela nunca saiba que um dia me perguntou algo, então dá tempo de avaliar o que responder. Aliás, tempo é o tema deste texto.

É um mistério que a natureza não explica: nossa necessidade de localizar o outro climaticamente. Relutamos em perguntar: você está deprimido hoje? chorando muito? com vontade de cometer uma loucura? com saudades de alguém? Em vez disso, é tão mais fácil: como é que está o tempo aí? Aqui, agora, chove, mas acho que vai abrir”.

Não sei quando o sol aparece de novo na minha janela, pra ser mais poética. Entre noites mal dormidas, prazos para cumprir que estão estourando e compromissos adiados, penso que por aqui o tempo não está lá essas coisas. Hoje acordei como se tivesse bebido a noite inteira. Ressaca da vida, alguém ouviu falar? Prefiro pensar que daqui a pouco é verão, e tudo volta a ficar bem.

Mas como está o tempo aqui, Martha? Não queira nem saber!

26/08

Comentários

  1. Rê, que o tempo se revele pra você com um lindo sol, e um lindo arco-íris, que é pra deixar a vida numa alegria sem fim!
    E eu gosto muito da Marthinha (já sou íntima. rs). Tenho dela Divã, Coisas da Vida e Um lugar na janela. E sempre me encontro lendo algo dela pelas internets da vida, procurando algo pra ler. Ela fala de uma vida que parece com a da gente, eu acho. Vida de gente de verdade nas palavras!
    E isso é muito você também. Gosto de quem escreve e a gente sente que é de verdade, que até numa história inventada dá pra sentir a pessoa que escreveu. Por isso não deixo mais de vir sempre aqui. Ontem não consegui ver nenhum blog, mas hoje corri pra cá, pra recarregar as baterias de gente de verdade.

    Um beijo bem grande :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá tão corrida a vida né Magda? É bom se identificar com o que a gente lê mesmo. Sempre me sinto abraçada com vocês aqui ♥

      Excluir
  2. Aiiiiiiin Rê =/ te entendo, tem vezes que estou assim também, e confesso que as na maioria das vezes aqui chove bastante também. Tomara que o sol nasce logo para iluminar nossas vidas e que o verão venha com muito calor para aquecer nossos corações <3<3

    Beijos beijos minha querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Re esqueci de te avisar, tem TAG no blog e eu te indiquei :D

      Excluir
  3. Já já o verão volta e tudo se acerta, o tempo abre e volta o sol! :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu fiquei arrepiada e com os olhos querendo chover, porque essa pergunta da Martha me fez pensar e o teu texto me fez pensar mais ainda.

    Pô, bicha, se pudesse te guardava num potinho junto com a Nana e levaria você para curtir um verão sem fim, entre o mar e a lua. . Nada muito quente, mas agradável. Fresco. E feliz.


    Que a tempestade logo passe. E que teu sol não tarde a vir.


    Um beijo grande e um upa apertado. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que passe. E vai! Sei que sim. Obrigada pelo abraço aqui, Fê ♥

      Excluir
  5. Oi Rê! Eu já li este livro e é relamente muito bom.
    Martha dá vários tapas nas nossa caras.

    Já já tudo entra nos eixos, a gente tem que acreditar, senão é que desanda mesmo.
    Um abraço grandão. ♥

    ResponderExcluir
  6. Acho que nunca tinha parado pra pensar nisso... em como nós negamos a dor do outro as vezes sem perceber. Se sabemos que alguém não está bem, porque perguntamos se ela está? Ao invés de fazer a pergunta certa?
    Me fez refletir.

    Sobre o tempo... é como todas as estações. Sempre passam, sempre voltam. Aos poucos vamos aprendendo com elas... o importante é tirar o bom de cada estação que passa pela gente.

    Beijos
    A Mente Transborda
    Curta no Facebook

    ResponderExcluir
  7. Meu deus que texto lindo. E sobre a resposta ela caiu como uma luva, justamente por causa da pergunta.
    Encontrei seu blog por causa do lindo do BEDA e cá estamos babando em cada palavrinha que meus olhos encontram nesse blog.
    Olha sei que perguntou pra Martha, mas me permite responder também? Aqui os dias andam cinzentos, mas sei que tão logo volta a ser azul.
    ♥ Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos meio que empatadas, então Camis :~~~ Mas logo tudo volta a ser lindo de novo, e estaremos rindo disso tudo em Paris! ♥ (Ok, talvez não em Paris, mas estaremos rindo!) Que lindo te ler aqui <3

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

20 semanas: chegamos na metade

Finalmente chegamos na metade da gestação. E quando penso nisso, vejo um reloginho me lembrando que logo logo seremos três em casa. Que logo logo, fraldas, lencinhos e chupetas vão se tornar acessórios obrigatórios na minha bolsa. Que logo logo, o cantinho que eu havia programado para ser meu escritório vai dar lugar a um lindo quarto de bebê. Que daqui a algum tempo, eu vou tropeçar em brinquedos. Que haverá mais um homem em casa. 
Tudo parece assustador e delicioso ao mesmo tempo. Tenho vontade de chorar e de rir. E em algumas ocasiões, não sei como diferenciar uma coisa de outra.
Esta semana eu passei dos limites nas comilanças. Comecei esticando de um chá de fraldas (de um amiguinho do Joaquim) para um aniversário. Nunca comi tanta bobagem e tomei tanto refrigerante de uma vez na vida. E na volta pra casa, a cada semáforo fechado, minha consciência ficava tão pesada quanto a minha barriga. #envergonhada
Minha mãe começou a fazer cueirinhos, toalhinhas de fralda e paninhos de chup…

O dia em que eu descobri o que houve com a gente

19 de março de 2018, o dia em que eu descobri o que houve com a gente.

Sou uma menina relativamente jovem, 25 anos mais pra lá do que pra cá. Digo relativamente, porque juventude é algo relativo (e não necessariamente tem a ver com a idade, aliás). Mas para o assunto que me permito escrever hoje, idade tem tudo a ver. É biológico para mulheres que pensam em ter filhos olhar sua própria idade de forma diferente. Eu nunca planejei filhos, na verdade. Quem me conhece sabe que nunca levei esse assunto assim a sério, como algo que eu precisasse pensar e planejar ou que fosse uma grande vontade. Nunca tive. Até acontecer.
É uma sensação parecida com estar apaixonado. Você não sabe que pode viver algo muito bom (vamos pensar no lado bom, apenas), até se apaixonar. A mesma descoberta eu tive quando descobri que estava grávida em dezembro de 2015. Não foi algo planejado. Aliás, conheço pouca gente que teve a sorte de planejar e ter o destino assim aos seus pés atendendo a esse "cronogra…

CK IN2U for Her: Básico, mas instigante

O CK IN2U for Her é amor à primeira vista, mas se for Eau de Toilett será um amor fugidio, com pouca fixação. Já o Eau de Parfum gruda nas roupas e na memória olfativa, prolongando uma sensação que é o maior diferencial deste perfume oriental floral: deixar a mulher cheirosa toda hora. Embora muita gente sinta cítrico, limão, baunilha, minha primeira impressão era de estar diante de patchouli, mas a nota é particular apenas ao perfume masculino.  De modo geral, ele pode ser classificado como um básico com personalidade e irradia alto astral, daqueles que cheiram a riqueza despojada, aquele tipo que não ostenta porque se define por ser e por si. Versátil, ele apresenta notas de fundo rico de baunilha e âmbar que associadas às notas de cabeça cítricas de toranja rosa efervescente, bergamota e folhas de groselha e as de coração, que são orquídea e cactus, proporcionam uma sensação de frescor que dura todo o dia – dependendo da evolução na pele de cada pessoa. A fragrância foi lançada pela …