Pular para o conteúdo principal

Me dou melhor com meninos


Ontem foi aniversário de uma amiga minha. Amiga-amiga-mesmo! Vai parecer mentira se eu disser que a gente não tem uma foto juntas, mas é verdade. Com exceção das que tiramos no meu casamento, eu e Kalyenne não guardamos nenhuma fotografia de lembrança. Esse é um fato muito estranho sobre nós duas. Sempre que nos encontramos é uma festa. Conversamos 1 milhão de coisas, perdemos a noção do tempo e tentamos nos atualizar uma da vida da outra sobre coisas que só podem ser conversadas pessoalmente. 

O aniversário dela me fez lembrar que Kalyenne é uma das poucas meninas com quem nunca me estranhei na vida. Não é arriscado dizer que ela é a única pra quem conto t-u-d-o sem uma ponta de medo. Sensitivo demais!

Historicamente, minhas amizades mais fortes sempre foram com meninos. Não sei como explicar, mas acho mais fácil de lidar com garotos, do que com meninas - às vezes tão complicadas quanto eu. Lembro que no ensino médio, Brenno e Danilo eram minhas melhores amigas. Keep calm! Eu tinha amigas meninas também, mas conversar com eles sempre me pareceu mais leve.

Depois que entrei na faculdade, essa coisa de eu me identificar mais com os garotos se confirmou ainda mais. Laís perdeu o semestre, e fiquei como a única menina da nossa panelinha. Onde toca Amy Winehouse, Flávio manda um videozinho pra mim. Tive a sorte de poder acompanhar os amores que passaram pela vida de André. Artur por exemplo, virou meu padrinho de casamento. E por ai vai.

Apesar de a gente achar que os meninos são sempre corporativistas, minhas experiências sempre me provaram o contrário. E por terem sido tão positivas, conheço um canalha de longe. Acho que é como o que eu falei sobre Kalyenne: é sensitivo! A gente sabe exatamente com quem pode contar nessa vida. Ontem recebi a seguinte mensagem. "Sobre aquilo que conversamos ontem. Acordei bem"

É bom saber que a gente interfere para melhor na vida das pessoas. E seja com meninos ou meninas, prefiro dizer que a única coisa em que nossas relações precisam ser baseadas é honestidade. Porque ser honesto é uma forma de demonstrar amor.

Boa quarta-feira, e segura a onda. Passamos da metade!

Encontre o blog

19/31

Comentários

  1. Adorei! Mas no meu caso acho mais fácil ser amiga de mulher do que de homem. Nunca achei fácil falar com menino, na verdade nunca tenho nada em comum pra conversar com eles kkkkkkkkkkkkkkkkkk mas a maioria das minhas amigas acham mais fácil lidar com os meninos.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra mim sempre pareceu mais descomplicado Karol. Não sei por que motivos :/ Mas até hoje é assim! ~coisas de renata~

      Excluir
  2. Eu me dou melhor com meninas. Mas, antes que alguém pergunte, não tenho nenhuma tendência feminina. Apenas gosto mais de mulheres e me sinto muito melhor com elas. Estar perto de uma mulher me faz bem. Sempre me fez bem. Desde quando eu era adolescente.
    Se puder passar no meu blog pra conhecer e deixar lá um recado, vou adorar.
    Verdades de um Ser

    ResponderExcluir
  3. Me identifiquei com o texto! Tenho uma amiga assim também e capaz de não ter mais do que duas fotos com ela. Meus amigos são na maioria homem, sempre me senti melhor e mais leve com eles. Talvez por conta do meu curso ( engenharia elétrica ) eu tenha mais contato com meninos, e sei que muitos deles vão ficar comigo pro resto da vida! ;)
    Bom restinho de semana! Tá mais pro final agora haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por muito eu fui assim também, a única entre os meninos, Mari. E que seja pro resto da vida mesmo ♥ Bom restinho de semana tb :)))

      Excluir
  4. Só de ler o título desse texto já pensei: vai ser pra mim! HAHAH me identifiquei bastante, mesmo que meus amigos meninos sempre sejam gays, não deixam de ser meninos! hahaha
    Adorei muito! Você escreve muito bem! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meninas! Hahaha independente da opção deles, a gente sempre sabe quem é de verdade né? <3

      Excluir
  5. Apesar de ter amigas mulheres, eu me dou muito bom com amizades masculinas e pensando bem nunca briguei com o meu melhor amigo! Já com minhas melhores amigas... HAHAHAHAHAHAHA não foram nem um, nem duas não foram várias. Eu acho que a amizade masculina é um tanto quanto mais sincera, não tem aquela coisa de inveja, de mesquinharia que existe em algumas relações entre mulheres, é muito gostoso ter uma amizade masculina. Falando nisso deu saudades do meu amigo! <3

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho tudo isso, Barbs! Se muito tiver que saia da amizade, tem um rolo, mas que mesmo quando se desfaz fica tudo tranquilo de novo. É bom demais não ter que competir com ninguém.

      Excluir
  6. Somos duas, Re! Desde pequena, sempre me identifiquei mais com garotos. E até hoje, me dou muito melhor com caras. Não sei explicar. Mas me sinto mais confortável no meio deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas Jéss ♥ Eu também me sinto mais assim com os meninos!

      Excluir
  7. Me identifiquei muito! Apesar de ter várias amigas que passaram pela minha vida, sempre tive AQUELE AMIGO com quem sempre me senti leve e livre pra falar sobre tudo e me sentir compreendida. Gosto de ter essa referência de amizade masculina pra me fazer entender a vida pelo olhar dele, ou deles. Sempre me identifiquei muito. Na época do colégio, éramos 3 amigas sempre cercadas dos meninos da sala toda e era uma irmandade bonita de se ver.
    Beijo queridoca :*


    Liiiiiindo dia pra tu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, Magda: ter uma referência de olhar <3 Isso é super construtivo. (Nos parecemos demais, cara)

      Excluir
    2. De veeerdade. E vi que tu mora em Campina Grande, né? Minha futura casa é João Pessoa <3
      Ano que vem vou casar e morar lá, que o namorado é de lá :)

      Excluir
    3. Mentirammmm que tu vem ser minha vizinha? ♥♥♥ Sim sou de Campina Grande <3 Ai que coisa mais linda. João Pessoa é mara também. É um calor dos infernos, mas em janeiro é a coisa mais maravilhosa. (Bicha danada) <3

      Excluir
  8. Também não partilho desse papinho furado e esse tabu clichê de "existe amizade entre home e mullher?". Pelo amor de Deus, se existe amizade entre animais irracionais e seres humanos, por que não haveria entre os gêneros?
    Como sempre, adorei seu texto, Rê :)

    Último Biscoito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Nayandra RAS-GAN-DO. Como sempre tu deixando amor aqui <3

      Excluir
  9. Sempre tive muitos amigos homens, de ficar na calçada só eu e ele tocando violão e eramos amigos mesmo, ainda somos porém cada um tem a sua vida mas não deixamos de ser. Adorei bju bju

    ResponderExcluir
  10. Não sei porque, mas sempre tive um pé atrás nas amizades masculinas. Eu tinha aquela sensação de que havia interesse por trás do ombro amigo, saca? De uns anos pra cá as coisas tem mudado, mas acho que já atingi aquela idade da vida de que os amigos são o que são e são os que ficaram.

    Adorei =)

    Beijo "bicha".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha sério? Caraca! Mas acho que é o que eu disse no fim, né? Independente de meninos ou meninas, o que vale é quem é de verdade <3

      Beijo bichaaaaaaaaaa :)))

      Excluir
  11. Me vi nesse texto! Não sei por qual razão eu também sempre me dei muito melhor com meninos (muito melhor mesmo), posso arriscar a dizer que hoje em dia só tenho amigos/irmãos homens, amiga-melhor amiga somente minha mãe! Infelizmente muitas das minhas "amizades" mulheres se perderam no caminho... É meio estranho falar isso, mas é verdade, mas estou bem melhor assim!

    E agora, Súh?


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me identifiquei geral. Tenho algumas amigas meninas, mas eu poderia ter mais, se não tivessem acontecido alguns transtornos. Enfim.. Acontece. Quem é importante fica! E que bom que são eles :D

      Excluir
  12. Adorei o post e me identifiquei. Sempre achei MUITO mais fácil lidar com os meninos (exceto naquela época chata que eles são idiotas e gostam de puxar nosso cabelo e nos zoar haha) mas depois que criam alguns neurônios fica muito melhor. Acho que eles são mais objetivos e sem frescura. Principalmente quando precisamos de dicas para a vida. Mas deixo pertinho também uma super amiga como a sua <3 Acho que é a única que também sabe tudo tim-tim-por-tim-tim =) Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais objetivos e sem frescura. Sinceridade sempre à mão. Bem isso, Vivian!

      Excluir
  13. Ei Rê! :)
    Chegay!

    Eu sempre tive os dois tipos de amizade, sabe?
    Teve um tempo que confiava mais nos meninos - mas dificil encontrar um maduro né? - até que namorei 2 anos e pouco com um melhor amigo. E foi punk quando acabou, porque acabou tudo.

    Hoje, tenho mais proximidade mais com amigas, tirando Gabriel e Pedro (BFF) tô mais para o lado feminino.

    Parabéns pra amiga e sobre a foto: vocês se divertem tanto que não dá tempo de tirar foto, deve ser isso. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. êêê ♥ Pensei que tu continuava na casa dos papis! Sério que acabou tudo Ana? Eu também já fiquei com amigos meus (mas isso foi antes dos 18). E depois que o rolo terminou, ficou todo mundo como antes, e acho que até com mais confiança. N sei como explicar. É coisa de saber lidar, e ter as pessoas certas por perto.

      Ah, sobre Kally. Sempre é assim ♥ A gente se encontra sem marcar nada, e quando vê já se passou mais de uma hora. (APENAS) KKKKK

      Deve ser isso, Aninha ♥

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas

Não achei um título pra você

Acordei como um papel em branco perdido em milhões de gavetas. Não são gavetas, mas é como se fossem. Estou entre duas cobertas e um lençol de elástico, que se soltou da cama no meio da noite. Deve ser um sinal de que algo está onde não deveria. Um ponto fora da curva. Uma curva fora do ponto. Final, por sinal. E espero que não estejamos falando de nós. 
Sinto que falta algum pedaço de história ser escrito em mim. Em meio a tantas cicatrizes, não reconheço mais todas as marcas de ferida que sobraram aqui. E olha que são muitas!
Ontem à noite você não disse nada. Quase nunca você diz. É como se a vida estivesse gritando uma senha no balcão e a gente estivesse dormindo na sala de espera. Estar: um verbo do tamanho do mundo, que quase não reconheço mais. Presença às vezes significa mais ausência do que o contrário. Queria enrolar seus cabelos enquanto você dorme, mas eu sempre pego no sono primeiro. Será que algum dia vamos, enfim, nos esbarrar na esquina da nossa sala? Quem sabe tomar …

A crise do cometa

Tumblr: My name is Caroline

Ouvi dizer que um cometa de nome bem difícil vai passar pertinho da Terra amanhã. Pertinho é charme, são 21 milhões de quilômetros de distância da Terra, o menor valor de distância já registrado na história. Não sei em que isso muda minha vida, ou a sua (Sou de humanas). O fato é que coisas estão girando o tempo todo. Coisas estão ficando mais perto umas das outras, ou se afastando rapidamente. O lugar onde estamos hoje é consequência de coisas que aconteceram à nós. Segunda lei de Newton, amor: a força aplicada em um corpo tem total relação com a mudança na velocidade sofrida por ele. Tô parecendo até intelectual de exatas falando assim, mas foi um belo googão. ♥
Isso significa algo bem importante: estamos vivos. Piscamos os olhos, coçamos a mão e "me belisca pra eu ver que eu não tô sonhando". Ação e reação. A gente funciona. Não somos passivos. Somos uma massa grande de neurônios, pele, sistemas e coração. Ah, esse danado desse coração. Às vezes…

Ainda cabe você aqui dentro

Foto: Pinterest


Às vezes perco o tempo de vista imaginando como seria ganhar um sorriso seu. Confesso, voltar aqui é arrancar e sentir arder um pedaço de mim que ainda está em carne viva, mas que eu consigo disfarçar bem. Eu sempre achei que soubesse que saudade dói. E sabe... eu subestimei essa mulher. Que pena que não posso me desculpar, tomar um analgésico e fazer todo o resto desaparecer. 
Coisas aconteceram. Coisas deixaram aquele meu músculo preferido em frangalhos. Coisas não param de rebobinar na minha cabeça. Cenas do nosso amor interrompido. Não por vontade minha. Como poderia? Quem dera tudo se resumisse apenas a coisas, e não a pessoas. É mais fácil sofrer por bobagens.
Tempos atrás, muito antes de você, perdi meu moletom preferido. Um vermelho, quase duas vezes maior que eu, com um coração amarelo estampado bem no meio. Achei que fosse o fim da minha vida abrir a gaveta e não saber onde coloquei. Passei semanas remoendo isso dentro de casa. E como é fácil sofrer por beste…