Pular para o conteúdo principal

Me dou melhor com meninos


Ontem foi aniversário de uma amiga minha. Amiga-amiga-mesmo! Vai parecer mentira se eu disser que a gente não tem uma foto juntas, mas é verdade. Com exceção das que tiramos no meu casamento, eu e Kalyenne não guardamos nenhuma fotografia de lembrança. Esse é um fato muito estranho sobre nós duas. Sempre que nos encontramos é uma festa. Conversamos 1 milhão de coisas, perdemos a noção do tempo e tentamos nos atualizar uma da vida da outra sobre coisas que só podem ser conversadas pessoalmente. 

O aniversário dela me fez lembrar que Kalyenne é uma das poucas meninas com quem nunca me estranhei na vida. Não é arriscado dizer que ela é a única pra quem conto t-u-d-o sem uma ponta de medo. Sensitivo demais!

Historicamente, minhas amizades mais fortes sempre foram com meninos. Não sei como explicar, mas acho mais fácil de lidar com garotos, do que com meninas - às vezes tão complicadas quanto eu. Lembro que no ensino médio, Brenno e Danilo eram minhas melhores amigas. Keep calm! Eu tinha amigas meninas também, mas conversar com eles sempre me pareceu mais leve.

Depois que entrei na faculdade, essa coisa de eu me identificar mais com os garotos se confirmou ainda mais. Laís perdeu o semestre, e fiquei como a única menina da nossa panelinha. Onde toca Amy Winehouse, Flávio manda um videozinho pra mim. Tive a sorte de poder acompanhar os amores que passaram pela vida de André. Artur por exemplo, virou meu padrinho de casamento. E por ai vai.

Apesar de a gente achar que os meninos são sempre corporativistas, minhas experiências sempre me provaram o contrário. E por terem sido tão positivas, conheço um canalha de longe. Acho que é como o que eu falei sobre Kalyenne: é sensitivo! A gente sabe exatamente com quem pode contar nessa vida. Ontem recebi a seguinte mensagem. "Sobre aquilo que conversamos ontem. Acordei bem"

É bom saber que a gente interfere para melhor na vida das pessoas. E seja com meninos ou meninas, prefiro dizer que a única coisa em que nossas relações precisam ser baseadas é honestidade. Porque ser honesto é uma forma de demonstrar amor.

Boa quarta-feira, e segura a onda. Passamos da metade!

Encontre o blog

19/31

Comentários

  1. Adorei! Mas no meu caso acho mais fácil ser amiga de mulher do que de homem. Nunca achei fácil falar com menino, na verdade nunca tenho nada em comum pra conversar com eles kkkkkkkkkkkkkkkkkk mas a maioria das minhas amigas acham mais fácil lidar com os meninos.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra mim sempre pareceu mais descomplicado Karol. Não sei por que motivos :/ Mas até hoje é assim! ~coisas de renata~

      Excluir
  2. Eu me dou melhor com meninas. Mas, antes que alguém pergunte, não tenho nenhuma tendência feminina. Apenas gosto mais de mulheres e me sinto muito melhor com elas. Estar perto de uma mulher me faz bem. Sempre me fez bem. Desde quando eu era adolescente.
    Se puder passar no meu blog pra conhecer e deixar lá um recado, vou adorar.
    Verdades de um Ser

    ResponderExcluir
  3. Me identifiquei com o texto! Tenho uma amiga assim também e capaz de não ter mais do que duas fotos com ela. Meus amigos são na maioria homem, sempre me senti melhor e mais leve com eles. Talvez por conta do meu curso ( engenharia elétrica ) eu tenha mais contato com meninos, e sei que muitos deles vão ficar comigo pro resto da vida! ;)
    Bom restinho de semana! Tá mais pro final agora haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por muito eu fui assim também, a única entre os meninos, Mari. E que seja pro resto da vida mesmo ♥ Bom restinho de semana tb :)))

      Excluir
  4. Só de ler o título desse texto já pensei: vai ser pra mim! HAHAH me identifiquei bastante, mesmo que meus amigos meninos sempre sejam gays, não deixam de ser meninos! hahaha
    Adorei muito! Você escreve muito bem! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meninas! Hahaha independente da opção deles, a gente sempre sabe quem é de verdade né? <3

      Excluir
  5. Apesar de ter amigas mulheres, eu me dou muito bom com amizades masculinas e pensando bem nunca briguei com o meu melhor amigo! Já com minhas melhores amigas... HAHAHAHAHAHAHA não foram nem um, nem duas não foram várias. Eu acho que a amizade masculina é um tanto quanto mais sincera, não tem aquela coisa de inveja, de mesquinharia que existe em algumas relações entre mulheres, é muito gostoso ter uma amizade masculina. Falando nisso deu saudades do meu amigo! <3

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho tudo isso, Barbs! Se muito tiver que saia da amizade, tem um rolo, mas que mesmo quando se desfaz fica tudo tranquilo de novo. É bom demais não ter que competir com ninguém.

      Excluir
  6. Somos duas, Re! Desde pequena, sempre me identifiquei mais com garotos. E até hoje, me dou muito melhor com caras. Não sei explicar. Mas me sinto mais confortável no meio deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas Jéss ♥ Eu também me sinto mais assim com os meninos!

      Excluir
  7. Me identifiquei muito! Apesar de ter várias amigas que passaram pela minha vida, sempre tive AQUELE AMIGO com quem sempre me senti leve e livre pra falar sobre tudo e me sentir compreendida. Gosto de ter essa referência de amizade masculina pra me fazer entender a vida pelo olhar dele, ou deles. Sempre me identifiquei muito. Na época do colégio, éramos 3 amigas sempre cercadas dos meninos da sala toda e era uma irmandade bonita de se ver.
    Beijo queridoca :*


    Liiiiiindo dia pra tu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, Magda: ter uma referência de olhar <3 Isso é super construtivo. (Nos parecemos demais, cara)

      Excluir
    2. De veeerdade. E vi que tu mora em Campina Grande, né? Minha futura casa é João Pessoa <3
      Ano que vem vou casar e morar lá, que o namorado é de lá :)

      Excluir
    3. Mentirammmm que tu vem ser minha vizinha? ♥♥♥ Sim sou de Campina Grande <3 Ai que coisa mais linda. João Pessoa é mara também. É um calor dos infernos, mas em janeiro é a coisa mais maravilhosa. (Bicha danada) <3

      Excluir
  8. Também não partilho desse papinho furado e esse tabu clichê de "existe amizade entre home e mullher?". Pelo amor de Deus, se existe amizade entre animais irracionais e seres humanos, por que não haveria entre os gêneros?
    Como sempre, adorei seu texto, Rê :)

    Último Biscoito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Nayandra RAS-GAN-DO. Como sempre tu deixando amor aqui <3

      Excluir
  9. Sempre tive muitos amigos homens, de ficar na calçada só eu e ele tocando violão e eramos amigos mesmo, ainda somos porém cada um tem a sua vida mas não deixamos de ser. Adorei bju bju

    ResponderExcluir
  10. Não sei porque, mas sempre tive um pé atrás nas amizades masculinas. Eu tinha aquela sensação de que havia interesse por trás do ombro amigo, saca? De uns anos pra cá as coisas tem mudado, mas acho que já atingi aquela idade da vida de que os amigos são o que são e são os que ficaram.

    Adorei =)

    Beijo "bicha".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha sério? Caraca! Mas acho que é o que eu disse no fim, né? Independente de meninos ou meninas, o que vale é quem é de verdade <3

      Beijo bichaaaaaaaaaa :)))

      Excluir
  11. Me vi nesse texto! Não sei por qual razão eu também sempre me dei muito melhor com meninos (muito melhor mesmo), posso arriscar a dizer que hoje em dia só tenho amigos/irmãos homens, amiga-melhor amiga somente minha mãe! Infelizmente muitas das minhas "amizades" mulheres se perderam no caminho... É meio estranho falar isso, mas é verdade, mas estou bem melhor assim!

    E agora, Súh?


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me identifiquei geral. Tenho algumas amigas meninas, mas eu poderia ter mais, se não tivessem acontecido alguns transtornos. Enfim.. Acontece. Quem é importante fica! E que bom que são eles :D

      Excluir
  12. Adorei o post e me identifiquei. Sempre achei MUITO mais fácil lidar com os meninos (exceto naquela época chata que eles são idiotas e gostam de puxar nosso cabelo e nos zoar haha) mas depois que criam alguns neurônios fica muito melhor. Acho que eles são mais objetivos e sem frescura. Principalmente quando precisamos de dicas para a vida. Mas deixo pertinho também uma super amiga como a sua <3 Acho que é a única que também sabe tudo tim-tim-por-tim-tim =) Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais objetivos e sem frescura. Sinceridade sempre à mão. Bem isso, Vivian!

      Excluir
  13. Ei Rê! :)
    Chegay!

    Eu sempre tive os dois tipos de amizade, sabe?
    Teve um tempo que confiava mais nos meninos - mas dificil encontrar um maduro né? - até que namorei 2 anos e pouco com um melhor amigo. E foi punk quando acabou, porque acabou tudo.

    Hoje, tenho mais proximidade mais com amigas, tirando Gabriel e Pedro (BFF) tô mais para o lado feminino.

    Parabéns pra amiga e sobre a foto: vocês se divertem tanto que não dá tempo de tirar foto, deve ser isso. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. êêê ♥ Pensei que tu continuava na casa dos papis! Sério que acabou tudo Ana? Eu também já fiquei com amigos meus (mas isso foi antes dos 18). E depois que o rolo terminou, ficou todo mundo como antes, e acho que até com mais confiança. N sei como explicar. É coisa de saber lidar, e ter as pessoas certas por perto.

      Ah, sobre Kally. Sempre é assim ♥ A gente se encontra sem marcar nada, e quando vê já se passou mais de uma hora. (APENAS) KKKKK

      Deve ser isso, Aninha ♥

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

20 semanas: chegamos na metade

Finalmente chegamos na metade da gestação. E quando penso nisso, vejo um reloginho me lembrando que logo logo seremos três em casa. Que logo logo, fraldas, lencinhos e chupetas vão se tornar acessórios obrigatórios na minha bolsa. Que logo logo, o cantinho que eu havia programado para ser meu escritório vai dar lugar a um lindo quarto de bebê. Que daqui a algum tempo, eu vou tropeçar em brinquedos. Que haverá mais um homem em casa. 
Tudo parece assustador e delicioso ao mesmo tempo. Tenho vontade de chorar e de rir. E em algumas ocasiões, não sei como diferenciar uma coisa de outra.
Esta semana eu passei dos limites nas comilanças. Comecei esticando de um chá de fraldas (de um amiguinho do Joaquim) para um aniversário. Nunca comi tanta bobagem e tomei tanto refrigerante de uma vez na vida. E na volta pra casa, a cada semáforo fechado, minha consciência ficava tão pesada quanto a minha barriga. #envergonhada
Minha mãe começou a fazer cueirinhos, toalhinhas de fralda e paninhos de chup…

O dia em que eu descobri o que houve com a gente

19 de março de 2018, o dia em que eu descobri o que houve com a gente.

Sou uma menina relativamente jovem, 25 anos mais pra lá do que pra cá. Digo relativamente, porque juventude é algo relativo (e não necessariamente tem a ver com a idade, aliás). Mas para o assunto que me permito escrever hoje, idade tem tudo a ver. É biológico para mulheres que pensam em ter filhos olhar sua própria idade de forma diferente. Eu nunca planejei filhos, na verdade. Quem me conhece sabe que nunca levei esse assunto assim a sério, como algo que eu precisasse pensar e planejar ou que fosse uma grande vontade. Nunca tive. Até acontecer.
É uma sensação parecida com estar apaixonado. Você não sabe que pode viver algo muito bom (vamos pensar no lado bom, apenas), até se apaixonar. A mesma descoberta eu tive quando descobri que estava grávida em dezembro de 2015. Não foi algo planejado. Aliás, conheço pouca gente que teve a sorte de planejar e ter o destino assim aos seus pés atendendo a esse "cronogra…

CK IN2U for Her: Básico, mas instigante

O CK IN2U for Her é amor à primeira vista, mas se for Eau de Toilett será um amor fugidio, com pouca fixação. Já o Eau de Parfum gruda nas roupas e na memória olfativa, prolongando uma sensação que é o maior diferencial deste perfume oriental floral: deixar a mulher cheirosa toda hora. Embora muita gente sinta cítrico, limão, baunilha, minha primeira impressão era de estar diante de patchouli, mas a nota é particular apenas ao perfume masculino.  De modo geral, ele pode ser classificado como um básico com personalidade e irradia alto astral, daqueles que cheiram a riqueza despojada, aquele tipo que não ostenta porque se define por ser e por si. Versátil, ele apresenta notas de fundo rico de baunilha e âmbar que associadas às notas de cabeça cítricas de toranja rosa efervescente, bergamota e folhas de groselha e as de coração, que são orquídea e cactus, proporcionam uma sensação de frescor que dura todo o dia – dependendo da evolução na pele de cada pessoa. A fragrância foi lançada pela …