Pular para o conteúdo principal

Desembarque no supermercado

A fila do supermercado estava interminável, quando um empurrão lhe cortou o pensamento.

- Desculpe te machucar, ele disse.

Aquelas mãos fortes e aquela voz ela conhecia muito bem.

Você está linda! - continuou.

O frio na barriga foi inevitável. Há quanto tempo eles dois não se viam? Ele foi a paixão mais convincente dela. Será que alguém dorme hoje? Com uma palavra assim, casual, no meio de um reencontro não marcado, na fila de um supermercado qualquer? Quais as chances de um reencontro virar um encontro? E o que a gente responde quando o coração não para de socar o peito?

Todo mundo melhora! - disse ela, tentando encontrar as palavras certas para não gaguejar.
Mas você conseguiu ficar ainda mais bonita! Muito mais do que era, quando tive que ir embora.

Ponto pra ele! Se alguém tinha dúvidas de uma insônia não programada para hoje, nem preciso convencer. Fazia muito tempo que ela estava ali, livre de qualquer alvoroço. O coração nunca respirou tão bem sem a ajuda de aparelhos. Até este exato e curto-espaço-de-tempo, em que ele apareceu ali: mais bonito, mais forte e com uma barba perspicaz.

Ah... as sacanagens da vida!

Esse vinho é maravilhoso! - interrompeu ele, buscando um diálogo qualquer.

Aquele olhar sagaz que ele tinha empatou com o silêncio travado ali, no meio dos carrinhos de compras. [Sou fã dos encontros casuais, principalmente se terminarem à dois]. Como pode a pele arrepiar sem o toque? E assim, no meio de feijão, arroz, açúcar...

- Você também gosta?

É claro que gosta, mulher! Foi isso que ele disse. Olha para o que essas mãos com algumas veias evidentes carregam. Tem um vinho também!

Compro todas as quartas. Só me falta uma companhia. - respondeu ele com um olhar desafiador.

Um olho na cesta, outro no bolso, e de volta nele até tentar achar a resposta... Ela já tinha cogitado desistir daquela fila, mas à essa altura do campeonato, e daquele cheiro de banho depois da academia que ele tinha... Desistir fica para outro dia, que não hoje. Vamos ver até onde essa conversa vai.

- Ai, não brinca! Lá deve ter sido divertido. - disse ela com a boca entreaberta, como se fosse um convite.

Ele também sorriu, e emendou aquele pedaço de boca rosada com um: - Foi sim. Só não tinha você... Podíamos dividir uma garrafa, se quiser.

Oba! Parece que encontramos um programa divertido para esta noite!

- Caixa livre! - gritou alguém, interrompendo as faíscas que caíam pelo chão.

- É só marcar! - disse ela, piscando o canto do olho, enquanto dava as costas indo embora.
- Perdi seu telefone depois que mudei pra lá. - se aproximou.
- Que pena! - respondeu, enquanto passava todas as compras com um olhar que respondia com "sim" a todas as perguntas que vinham à seguir.

O coração palpitava por todas as extremidades do corpo. E a cada código de barras registrado naquela tela, ela pensava no que poderia vir depois. Acenou e atravessou o estacionamento, sem olhar pra trás, com as pernas bambas e tortas. Nunca pareceu tão difícil empurrar um carrinho de supermercado.

- Eu voltei. - disse aquela voz grave, com uma das mãos segurando o porta-malas. - Há dois dias desembarquei por aqui. Vim pra ficar! - continuou com a outra mão passando pela cintura dela.

Continua...
[aqui]

11/31

Comentários

  1. Ai você chega ao final agradecendo porque vai ter continuação! kkkk
    Rê, vc já pensou em escrever alguma história pelo Wattpad? Você é muito boa! :)

    Beijinhos

    www.burguesinhas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí você entra aqui e vê esse comentário mais lindo ♥♥♥ Já me falaram dessa plataforma. Li sobre ela no blog da Bruna Guedes (o ganurb.com.br), salvei nos favoritos lá de casa, mas ainda nem me cadastrei pra começar a subir histórias. Nossa.. Fico tão feliz de ler isso de você Carlinha. Pense numa emoção ver teu comentário aqui! ♥♥♥ Obrigada mesmo!

      Excluir
  2. Quero continuação para ontem. Obrigada, de nada. haha

    ResponderExcluir
  3. Meu deus, coloca logo a continuação.
    Sei como é esse frio na barriga com ex, eu voltei com o meu *--*

    beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menteeeeeeeeera Barbs! Isso dá uma históriaaa (e das boas) ♥

      Excluir
  4. Ai gente, essa semana tá todo mundo querendo me deixar agoniada com os contos.
    M u i t o c u r i o s a pra sabre da continuação e me diz que será amanhã, por favor. Amanhã é quarta então eles tem que tomar o vinho juntos. <3


    (Assista Masterchef com seu marido Rê, é bom demais!
    Tô sabendo dos minis sim, louca de vontade de começar logo. Acompanhei o americano e é bonitinho demais <33)

    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK tu tá muito melosa ultimamente. Só vejo tu suspirando pelas historinhas dos blogs, da Fê Probst e da Bárbara Frois. Mar tá melosa! (Mulher, masterchef é muito tarde :( e eu acordo muito muito muito cedo :/// então me ajude a segurar essa barra... :| Hahaha) <3

      Beijo bicha ♥

      Excluir
  5. Ai, mulher. Espero que ela tenha resistido e não se entregado a maldição chamado flashback. Se foi embora não precisa voltar. Sou orgulhosa sim. Me julguem. E ansiosa também. Aguardando o final do desembarque. Beijo, bisha. Adoro suas postagis!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos ver se essa pessoa sem nome se parece com você né Thami? Haha. "Segure o xororô". Flashback tá aí pra fazer render umas boas histórias mesmo... :x

      Excluir
  6. Ai, Renatinha! Esperando ansiosamente a continuação. ♥

    ResponderExcluir
  7. MASOQ
    Eu quero a continuação ja :(((
    Poxa me identifiquei aqui e isso não se faz. Hahahaah
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso se faz sim, Gabs hahaha êba que tu veio :)))) ♥

      Excluir
  8. Véééééi na boa, não vou fazer mais isso no meu blog! HAHAAHAHAHAHA
    Curiosíssima pra saber qual será o final da história ;)

    Bejios Re

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já tinha feito esse de outra vez por aqui. Mas a história era real... Então eu não tinha muito o que fazer a não ser aceitar :/ (Afinal, a personagem da história até passava por aqui pra ler se eu não tava colocando muito tempero na coisa toda. Mas dessa vez, eu que estou no comando hahahaha!)

      Beijocas, Barbs

      Excluir
  9. Menina que história foi essa? Quero amanhã logo <3
    Sei bem como são histórias com ex, eles ressurgem das cinzas desse jeitinho kkk'

    Beijos, Renatenha =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era pra ser só mais uma historinha, mas todo mundo tá lembrando dos ex. Saravá, hahaha!

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas

Não achei um título pra você

Acordei como um papel em branco perdido em milhões de gavetas. Não são gavetas, mas é como se fossem. Estou entre duas cobertas e um lençol de elástico, que se soltou da cama no meio da noite. Deve ser um sinal de que algo está onde não deveria. Um ponto fora da curva. Uma curva fora do ponto. Final, por sinal. E espero que não estejamos falando de nós. 
Sinto que falta algum pedaço de história ser escrito em mim. Em meio a tantas cicatrizes, não reconheço mais todas as marcas de ferida que sobraram aqui. E olha que são muitas!
Ontem à noite você não disse nada. Quase nunca você diz. É como se a vida estivesse gritando uma senha no balcão e a gente estivesse dormindo na sala de espera. Estar: um verbo do tamanho do mundo, que quase não reconheço mais. Presença às vezes significa mais ausência do que o contrário. Queria enrolar seus cabelos enquanto você dorme, mas eu sempre pego no sono primeiro. Será que algum dia vamos, enfim, nos esbarrar na esquina da nossa sala? Quem sabe tomar …

A crise do cometa

Tumblr: My name is Caroline

Ouvi dizer que um cometa de nome bem difícil vai passar pertinho da Terra amanhã. Pertinho é charme, são 21 milhões de quilômetros de distância da Terra, o menor valor de distância já registrado na história. Não sei em que isso muda minha vida, ou a sua (Sou de humanas). O fato é que coisas estão girando o tempo todo. Coisas estão ficando mais perto umas das outras, ou se afastando rapidamente. O lugar onde estamos hoje é consequência de coisas que aconteceram à nós. Segunda lei de Newton, amor: a força aplicada em um corpo tem total relação com a mudança na velocidade sofrida por ele. Tô parecendo até intelectual de exatas falando assim, mas foi um belo googão. ♥
Isso significa algo bem importante: estamos vivos. Piscamos os olhos, coçamos a mão e "me belisca pra eu ver que eu não tô sonhando". Ação e reação. A gente funciona. Não somos passivos. Somos uma massa grande de neurônios, pele, sistemas e coração. Ah, esse danado desse coração. Às vezes…

Ainda cabe você aqui dentro

Foto: Pinterest


Às vezes perco o tempo de vista imaginando como seria ganhar um sorriso seu. Confesso, voltar aqui é arrancar e sentir arder um pedaço de mim que ainda está em carne viva, mas que eu consigo disfarçar bem. Eu sempre achei que soubesse que saudade dói. E sabe... eu subestimei essa mulher. Que pena que não posso me desculpar, tomar um analgésico e fazer todo o resto desaparecer. 
Coisas aconteceram. Coisas deixaram aquele meu músculo preferido em frangalhos. Coisas não param de rebobinar na minha cabeça. Cenas do nosso amor interrompido. Não por vontade minha. Como poderia? Quem dera tudo se resumisse apenas a coisas, e não a pessoas. É mais fácil sofrer por bobagens.
Tempos atrás, muito antes de você, perdi meu moletom preferido. Um vermelho, quase duas vezes maior que eu, com um coração amarelo estampado bem no meio. Achei que fosse o fim da minha vida abrir a gaveta e não saber onde coloquei. Passei semanas remoendo isso dentro de casa. E como é fácil sofrer por beste…